terça-feira, 10 de março de 2009




Colocou “Jet” para tocar no som do carro. Estava na faixa de “Are you gonna be my girl”. Perfeito, pensou. Agora era dirigir pela estrada vazia banhada de sol e vento. Colocou a cabeça para fora e deu um grito de liberdade. Não importa para onde estava indo. Tinha muito asfalto pela frente, recordações em sua cabeça, seus pertences no porta malas e vida nova ali, naquela estrada.

2 comentários:

Max Braga disse...

É o grito de Tiradentes?

nathyacarnylle disse...

É você. E não importa se os outros saibam quem é. O importante é que é.
E é perfeito