terça-feira, 4 de agosto de 2009


TONI dizia que morou a vida inteira naquela cidade. Apesar disso ninguém sabia ao certo se era verdade já que eles o haviam notado há pouco tempo. TONI era um cara legal. Inteligente, sempre sabia de tudo. Era bom em contas da mesma forma que era bom em poemas. Adorava discutir filosofia e todo dia se sentava em frente de casa esperando alguém passar para puxar conversa. TONI tinha um cachorro. O cachorro se chamava Niscuti. Niscuti sempre ficava ao seu lado, imóvel.
Todo mundo adorava TONI. Mas aquele seu cachorro era detestado. Quando as pessoas paravam para conversar, sempre acabavam dizendo:
-Cara, esse seu cachorro é muito chato. Ele não late, quase não pisca. Por que você ainda fica com ele?
-Ah, não fale assim! Niscuti é gente fina.
Um dia as pessoas passaram e viram TONI caído no chão. Ficaram horrorizados ao perceberem que ele era só um boneco. Seu ventríloquo, o cachorro, se cansara daquele lugar e fora embora.


2 comentários:

Amanda disse...

Li 2 vezes e só na terceira que entendi do jeito certo.
Auauhuhauhauhhuahua.
Interessante, gostei.

nathyacarmylle disse...

è lindo e da vontade de chorar....


=)