sexta-feira, 20 de fevereiro de 2009

Não levem a mal o conteúdo do texto. Ponto de vista meio voltado para o mal, hoje!


DECISÃO


Na sacada o vento estava mais intenso. O ar era de um frio cortante. O tipo de frio que parecia separar vida e morte. Mesmo assim ela estava com sua fina camisola azul. Um presente do Natal passado. O que ela mais havia gostado. Não por causa da camisola em si. Mas sim por causa daquele azul, que a hipnotizava na hora de dormir e na hora de acordar.



O mais incrível daquela sacada era a vista. Nada comparado à vista de algum hotel luxuoso do exterior. Era uma vista simples, com construções decrépitas misturadas a novos lares recém erguidos e embelezados, com plantinhas nas janelas. Também não havia vista para nenhum parque. Dali era quase impossível avistar algum tipo de verde. Mesmo assim era a que ela tinha e não podia reclamar.




Do alto ela podia brincar de Deus. Fingia decidir o destino de cada pessoa que passasse lá embaixo. Sabia dizer o passado e o futuro das pequenas e insignificantes pessoas- formigas que por puro acaso tinham aquela calçada de frente ao prédio no meio de seu caminho. Era nessa brincadeira que ela se sentia potente perante a vida. Brincar com os outros era esquecer-se de ter que brincar consigo mesma.



Apoiou-se mais um pouco sobre o parapeito. Aquele vento estava fenomenal. Poderia passar a eternidade sentindo aquilo. Foi o que decidiu fazer. Num impulso se debruçou por completo. A cabeça pendeu para frente e puxou o resto do corpo. Quem mandou ter a cabeça tão grande. Agora era tarde para qualquer arrependimento. Tinha pulado. Pulado para a vida que ela sonhava ter.

6 comentários:

nathyacarnylle disse...

nossa P, esse final eu não tinha visto não..
^^
bacana o texto. Bem aspero. barabens

Max Braga disse...

Belo texto!

Triste, depressivo e provocativo. Mas bonito e intenso.

Iasmin disse...

Eu amei seu texto,nossa *-* Parabéns Papoula.

moraes disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
moraes disse...

po, postei no blog agora e mesmo apreciando o meu delete resolvi deixar la dessa vez, ve que que tu achou e me diz :D

Luna disse...

Hihihi
Adoro um humor negro vez ou outra.
;)